Newsletter

Cadastre-se e Receba Nossas Novidades

Canal Direto American Colors

Entre em contato conosco e tire suas dúvidas pelos

telefones: 2619-7163

99230-8009 / 97691-0945

ou se preferir faça-nos uma visita:

Av São Miguel, 1769 Vila Bueno Aires – São Paulo – SP

 

Ambientes Internos
Primeiro passo – o início

Cada vez mais pessoas estão optando pelo “faça você mesmo” para renovar a decoração da casa, incluindo nesse projeto a pintura. Dessa forma, a American Colors disponibilizou para você um passo a passo para ajudá-la nessa tarefa, que pode ser mais simples do que você pensa.

Em primeiro lugar, analise o cômodo que será pintado, visando a escolha do produto mais indicado. Por exemplo, se for um quarto de criança, o ideal é utilizar tintas que não tenham odor e que sejam fáceis de limpar. No caso de locais mais movimentados, o mais indicado é optar por tintas semibrilho, que reduzem o atrito. Já em ambientes de pouco trânsito, sua escolha pode recair, também, em tintas de segunda linha, que ajudam economizar no custo da reforma.

No caso de cozinhas, banheiros, corredores e quartos, locais de intenso movimento, com vulnerabilidade à luz solar, gorduras, umidades e maiores atritos, prefira tintas premium, de alta qualidade.

Para closets e despensas as tintas de segunda linha também são uma boa opção.

Resumindo, as tintas para ambientes internos necessitam obedecer a cinco características básicas:  resistência à mancha e riscos;  capacidade para esconder imperfeições;  boa cobertura;  resistência a borrifos; e  de fácil limpeza.

Lembre-se que toda embalagem de tinta traz informações em seu rótulo e que todo fabricante disponibiliza um serviço direcionado a sanar dúvidas dos consumidores. Além disso, a American Colors conta com consultores especializados em sua loja, que estão capacitados a oferecer toda a assistência possível para sua reforma.

 
Segundo passo – preparando a superfície

Em caso de superfícies irregulares e porosas é indicado utilizar em primeiro lugar um fundo preparador, que agem como uma cobertura de alisamento permitindo o uso de outra tinta, que de outra maneira seria incompatível, sobre uma superfície não-preparada ou pintada anteriormente.

Para acabamento com tinta fosca, o fundo preparador pode ser uma versão diluída da própria tinta, embora seja mais econômico usar um fundo preparador pré-misturado, que contém pigmento mais barato, seca rapidamente e fornece uma base firme para a demão final de tinta.

Uma boa opção é o fundo preparador de látex que quase não tem cheiro, possui secagem rápida e é fácil de limpar, sendo muito empregado em painéis de gesso, gesso e concreto.
Recomendamos que não o utilize em madeira não-preparada, pois pode alterar a granulação. Nesse caso prefira um fundo preparador alquídico.

 

 

 
Terceiro passo – a escolha da tinta

Tinta látex
Suas vantagens são: secagem rápida, capacidade de cobrir completamente uma cor com outra, lavabilidade. Devido a essas características, as tintas látex apresentam bom resultado em superfícies previamente pintadas com látex ou tintas a óleo foscas. São boas opções, também, em painéis de gesso não-preparados ou em paredes que não foram pintadas anteriormente. Vale ressaltar que o látex normalmente não adere bem a acabamentos de alto brilho e que, embora possa ser usado em papel de parede, corre-se o risco da água da tinta descolá-lo. Além disso, em função de conter água, a tinta látex pode provocar ferrugem no aço sem proteção e aumentar a granulação na madeira bruta.

Tinta de resina alquídica
São geralmente utilizadas em banheiros e cozinhas. Não são indicadas para painéis de gesso não-preparados ou em alvenaria não-preparada, mas são perfeitamente adequadas para madeira bruta e para superfícies previamente preparadas ou empapeladas. Secam rapidamente (de quatro a seis horas), o que permite rapidez na aplicação da segunda demão. Ao aplicar esse tipo de tinta, recomenda-se deixar o ambiente ventilado.

Tinta à base de borracha
Apesar da desvantagem de ter um número limitado de cores e só estar disponível em acabamentos fosco ou de baixo brilho, sua durabilidade é uma excelente opção para superfícies de concreto, podendo ser aplicada diretamente sobre alvenaria não-preparada. No caso de ser aplicada sobre tijolo, deve ser precedida de uma camada selante de verniz brilhante. A dica é que, antes de aplicá-la em concreto novo, lave-se o concreto com uma solução de ácido muriático a 10%, enxágue cuidadosamente e deixe secar. Ao manipular o ácido muriático, use óculos e luvas e trabalhe num ambiente bem ventilado.

Tinta texturizada
A diversidade de técnicas faz desta tinta uma excelente opção para diferenciar partes do ambiente que será renovado (em ambientes internos não é recomendado aplicar esta técnica em todas as paredes do cômodo), ou ainda em locais que apresentam defeitos ou trincas.
As versões de látex são frequentemente usadas sobre tetos de painéis de gesso não-preparados porque podem ser aplicadas sem um preparo e ajudam a esconder as emendas entre as placas.
Mas lembre-se: essas tintas demandam mais mão de obra e, geralmente, outros tipos de equipamentos além do rolo, embora ofereçam a vantagem de não necessitar uma segunda demão.

 

 
Quarto passo – a escolha da tinta (base solvente ou água)

Nos últimos anos os fabricantes de tintas empregaram altos investimentos na formulação de tintas mais amigáveis ao meio ambiente, diminuindo cada vez mais a emissão de compostos orgânicos voláteis que provocam danos a saúde e ao ambiente. Estas iniciativas foram empregadas tanto em tintas base solventes como base água. Dessa forma, os dois tipos de produtos oferecem vantagens econômicas e de aplicação.

Mais comum no mercado, as tintas base solvente são mais atraentes ao bolso do consumidor e oferecem boas vantagens na empregabilidade. Além disso, são uma excelente opção para ambientes com baixo trânsito, ou em locais que ainda não possuem moradores. Entre suas principais vantagens destaca-se o poder de melhor cobertura na primeira demão, sua grande adesão a superfícies não muito limpas, maior tempo de secagem e grande resistência à aderência e a abrasão depois de seca.

Já, as tintas base água, como não exalam odor, são muito empregadas em ambientes hospitalares, quartos de crianças, ou ainda em cômodos habitados por pessoas alérgicas.
Apesar de serem mais caras, oferecem excelente relação entre custos e benefícios, como maior resistência a rachaduras e lascas, não são inflamáveis (podendo ser empregadas em áreas de alto risco), grande resistência ao amarelecimento, menos odor e excelente lavabilidade.


 
<< Início < Anterior 1 2 Próximo > Fim >>

Pagina 1 de 2